Entrar

Drica Ribeiro M√ļsica, Dan√ßarino, Alternativo, Cantor Compositor New Artists

S√£o Paulo, SP

Iniciou seus estudos, com piano aos quatro anos de idade e estudou ininterruptamente, at√© seus 11 anos. Aos 16 anos come√ßou a tocar viol√£o como autodidata e depois, se apaixonou pelos cantos devocionais indianos na l√≠ngua s√Ęnscrita e malayan, l√≠ngua falada por sua Guru no Sul da √ćndia, onde aprendeu sobre a imensa profundidade e sonoridade dos mantras indianos com sua mestre espiritual Amma, em Kerala, na √ćndia. Desde ent√£o, viajou com sua mestra e Guru Amma e a ajudou trabalhando nos seus trabalhos e projetos humanit√°rios pela paz mundial e equil√≠brio do planeta, em diferentes partes do mundo, na √ćndia, Thail√Ęndia, Portugal, Espanha, EUA, It√°lia e Brasil. Na √ćndia, fez aulas de canto em s√Ęnscrito, l√≠ngua ancestral indiana, e estudou as matrizes de uma das l√≠nguas mais antigas do planeta, estudando canto e harmonium( instrumento) do sul da √ćndia. No Brasil, estudou no centro cultural da √ćndia a dan√ßa indiana, Kathak, por cinco anos.¬† Fez muitas apresenta√ß√Ķes de dan√ßa indiana em diversos locais n o mundo. Teve a oportunidade tamb√©m de estudar a vastid√£o da profunda sonoridade dos mantras tibetanos, fruto de seu encontro com o Lama tibetano, Lama Gangchen Rinpoche, na It√°lia. E com isso, foi a cada ano, agregando novos conhecimentos ao seu trabalho musical. Decidiu ent√£o, ap√≥s retornar de todas essas viagens, e se reconectar a sonoridade e pulsa√ß√£o primordial, ligada as suas profundas ra√≠zes ancestrais amaz√īnicas ¬†fazendo a ponte desse trabalho das matrizes dos cantos/dan√ßas ancestrais aos mantras. Neste estudo profundo de muitos anos e aprendendo com sua mestre Amma cantando, Punya resgata aquela c√©lula r√≠tmica que permanece em n√≥s, passando geneticamente de gera√ß√£o a gera√ß√£o e resgatando a linguagem do amor e √™xtase em suas m√ļsicas. Sua fonte inspiradora foi √† pr√≥pria M√£e Universal, a pr√≥pria M√£e Natureza pois muitas de suas composi√ß√Ķes surgiram de momentos de aprecia√ß√£o da natureza e seu bel√≠ssimo por do Sol em Kerala (√ćndia) ou na Amaz√īnia (Brazil). Nesses seus momentos meditativos a beira do mar ar√°bico no Oriente, ou contemplando os rios Amaz√īnicos em suas viagens, Punya recebeu essas constru√ß√Ķes po√©ticas onde a r√≠tmica √© a pr√≥pria poesia em forma de rezas e cantos devocionais.

AMP NOVO ARTISTA

Data do Evento

Cadastre-se para contratar

Gerenciado por Adriana Ribeiro

Cadastre-se para mensagem

Adicionar avaliação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Performance
Comunicação
Rider Técnico
Logística